A mobilidade urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    Com a vinda da Família Real ao Brasil, houve um crescimento inesperado na cidade do Rio de Janeiro fazendo com que os moradores nos quais ali viviam, fossem obrigados a sair de suas casas para ceder aos portugueses e, assim, surgiram as inúmeras favelas. Hoje, o quadro de inchaço urbano se alastra cada vez mais. Nesse contexto, a má estrutura das cidades e o péssimo transporte coletivo agravam a mobilidade urbana. ,
      De início, sabe-se que a formação das cidades se deu de forma não planejada. Isso porque com o crescimento populacional, o homem foi fazendo, de forma impensada, sua própria casa e, consequentemente, as ruas, bairros, e afins. Dessa forma, o termo usado pela geografia -macrocefalia urbana- se faz presente, uma vez que diz a respeito do crescimento irregular de casas, população, avenidas, escolas e centros comerciais. Basta ver que na grande São Paulo, segundo o Ibope, as pessoas passam, em média, um mês e meio, por ano, nos congestionamentos do trânsito da cidade, e assim, dificulta a vida no tocante a lazer, saúde, estudos e trabalho. 
        Além disso, o transporte público é de péssima qualidade. Isso em razão de o governo não se importar, de forma devida, com a sociedade e, não raro, há super lotação nos ônibus e metrôs, atrasos no horário e, muitas vezes, falta de segurança para com as mulheres que são assediadas dentro do transporte público. Com isso, as pessoas, preferem comprar seu próprio automóvel e usar para seu deslocamento, seja para o lazer; seja para o trabalho. Logo, as cidades ficam, ainda mais, lotadas com carros nas avenidas, dificultando , portanto, o tráfego de pessoas. 
       Posto isso, far-se-á necessário que medidas protetivas sejam tomadas. Primeiro, é preciso que os prefeitos e vereadores revejam o plano diretor da cidade . Isso por meio de reuniões e assembleias a fim de propor melhorias nas ruas e avenidas da cidade. Com isso, a mobilidade urbana irá aumentar e, então, trará mais qualidade de vida para a população. Ademais, é imprescindível que o Estado reforme o transporte público no Brasil. Mediante a imposição de mais frotas de ônibus, mais horário e investir em transporte coletivo de qualidade. Dessa forma, com um melhor transporte coletivo, a sociedade estará mais aberta andar de coletivo e assim, o tráfego diminuirá de forma exponencial. Destarte, as favelas geradas na sociedade colonial , e as cidades mal planejadas terão melhor acesso aos centros urbanos e aos trabalhos.