A mobilidade urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    Para Platão o importante não é viver, mas viver bem. De maneira análoga, a péssima mobilidade urbana impede os brasileiros de viverem com qualidade, seja pela falta de investimentos nas vias, seja pelas más condições dos transportes públicos. Faz-se necessário, portanto, que o Governo tome as medidas necessárias para reverter a situação.
          A priori, é válido salientar que o ex presidente, Washington Luís, iniciou um projeto de aumento das vias. Não obstante, esta máxima não se concretizou e, com a ajuda do crescimento automotivo, tem-se os atuais engarrafamentos. Ademais, apesar das enormes filas de congestionamento e seu aumento constante pelas vias brasileiras, o Poder Público pouco faz para reverter a situação. Outrossim, a falta de estrutura em alternativas como ciclovias, diminui as escolhas da população em se locomover, piorando ainda mais o trânsito no Brasil.
    
          A posteriori, o descaso com os meios de transporte, a insuficiência e os locais em que podem ser apanhados dificulta muito a mobilidade das pessoas, que precisam se locomover para suas atividades diárias. Nessas situações, os cidadãos preferem adquirir seus próprios meios de transporte, intensificando não só o trânsito na cidade, como aumentando a poluição do ar, piorando a qualidade de vida dos brasileiros.
    
          Por esse prisma, faz-se necessário que subterfúgios sejam encontrados para melhorar a mobilidade urbana no país. O Governo deve cuidar das vias e ampliar as ciclovias com o intuito de melhorar o fluxo de carros no espaço urbano e incentivar novas, e boas, formas de locomoção. Além disto, o Estado também deve melhorar os transportes públicos, para que eles sejam mais convidativos à população, dando uma viagem tranquila e segura aos seus usuários, também é importante a criação de campanhas que incentivem os uso outros transportes que não sejam automóveis particulares, mostrando os problemas acarretados por eles. Assim, desse modo, os brasileiros não apenas viverão, mas viveram bem.