A mobilidade urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    A mobilidade urbana brasileira, já conteve ao longo do desenvolver do país, 4 etapas cruciais e distintas, mas que enfatizava buscar a praticidade social. Para melhor entendimento e partindo do principio, 1 primeira etapa: utilizam-se o transporte de maneira manual apé, a segunda etapa: passaram a utilizar também cavalos, a terceira: foi criado o carro, para as pessoas com uma renda econômica estável, e a 4: incluía as etapas anteriores, foi criado também os aviões e helicóptero. Em contra partida, queria a melhoria na vida de todos, mas essa não é a realidade que os brasileiros vivem. Logo, está disponível em quantidades exorbitantes a etapa 3 em todas as cidades do Brasil, e a população sofrem com isso e conseguinte o meio ambiente pela poluição sonora e ambiental.
        Dessa forma, a praticidade no transporte urbano, é eficaz até um limite. O Departamento Estadual de Trânsito DETRAN, explica, '' com o grande aumento de inclusão de carros nos centros urbanos, afeta diretamente o meio ambiente, pelas poluições sonora e pelas fumaças que destroem a camada de ozônio''. A camada de ozônio é representante e a segurança para ser parcialmente transpassado o sol para o planeta terra, se ela fosse extinguida, não sobreviveria vida na terra, pois, seria elevado a temperatura em 100 vezes à mais do que é. Diante disso, é destaque também, as poluição pelo barulho da vida humana, e esse barulho é representante pela estresse da sociedade, atrapalha a vida no particular e no profissional.
       Diante disso, o geografo Daniel de Lima fez uma nota no jornal Correio do Povo, e uma comparação do país hoje em dia e do país à 200 anos atras. Na reportagem citava: para fazer o deslocamento das de 6 quadras na cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, de automóvel utiliza-se de 30 minutos. Para fazer o mesmo trajeto apé o tempo gasto é de 20 minutos''. O Brasil progrediu ou regrediu ?. Essa relevação, está ligada aos problemas causados pela elevação da venda de carros. Pois, a demanda nos grandes centros, devolve a vida da população a demora, e espera por engarrafamento ou por acidentes ocorrido nas pistas, e deixa de lado o seu fator primordial que é a praticidade e a rapidez.
      Esse impasse existente na sociedade, precisa de conscientização. Por isso precisa-se da conscientização, feito pelos governantes federais em meio á mídia em tvs e radio, e pelo orgão do DETRAN, deve-ser conscientizado quando a pessoa for tirar a sua Carteira Nacional de Habilitação. Desse modo, os brasileiros saberão dos riscos de sofrerem esse atraso e os riscos que estarão sofrendo. Tem que ser implantado em todas as cidade da nação rolamento próprio para ciclistas, pois a bicicleta é uma ótima alternativa para o deslocamento, sem frustração no transito. De forma consciente e com maneiras de diminuir esse mal, a sociedade mudará essa realidade para melhor.