A mobilidade urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    Desde os tempos primitivos, o deslocamento era uma necessidade coletiva como forma de obtenção de alimento. Na sociedade atual, com um número cada vez maior de pessoas morando em aglomerados subnormais, a inevitabilidade de locomoção se torna um fator de suma importância. A desorganização das ruas e a falta de investimentos nos meios de transportes públicos são as principais causas dos problemas vividos pelo corpo social moderno, sendo necessário uma avaliação para resolução de tais problemáticas.
       Durante o período das revoluções industriais, o crescimento urbano se intensificou principalmente devido à alta procura de empregos nas grandes cidades, o que causou uma macrocefalia urbana.  Com o aumento da necessidade de locomoção, principalmente depois do século XIX com o adventos dos automóveis, a falta de organização das ruas não atendeu a grande demanda de veículos utilizados na época, o que gerou um grande número de congestionamentos que são vividos até os dias de hoje. 
       Atualmente, muito se precisa dos meio de transportes públicos para se mover de um determinado ponto da cidade para outro. Entretanto, as dificuldades vividas pelas classes mais baixas ao usarem tais mecanismos são grandes. Ônibus quebrados, super lotação, o tempo de espera e auto preço pago pelos cidadãos são encarados todos os dias, não sendo recompensados pelos impostos que pagam todos os meses; o que gera insatisfação popular.
      Em face dos argumentos acima desenvolvidos, conclui-se que os problemas vividos atualmente vem moldando-se desde os tempos antigos, principalmente por falta de planejamento por parte dos órgãos públicos. Enfim, cabe ao poder legislativo criar projetos para construções de ruas que atendam ao alto índice de automóveis e  campanhas que ajudam os cidadãos cuidarem melhor dos seus bens de serviço coletivo, para que haja assim, uma melhora nos serviços públicos.
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    em virtude dos dados apresentados.