A mobilidade urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    Define-se como mobilidade urbana, a facilidade de se deslocar em uma cidade. Entretanto, no Brasil, observa-se um acentuado índice de congestionamentos e transportes coletivos ineficazes, principalmente nos grandes centros urbanos. Portanto, é preciso criar condições para que a população possa utilizar meios de transportes alternativos.
    É importante frisar, que os congestionamentos de veículos além de atrasarem as pessoas para seus compromissos, poluem o meio ambiente, causam acidentes e problemas de saúde. Com o excesso de veículos nas metrópoles, nota-se também, a existência de uma precária infraestrutura das vias públicas. Logo, é necessário buscar diminuir o uso de carros como principal meio de transporte, reduzindo a emissão de gases do efeito estufa e a ocorrência de violência no trânsito.
    Principalmente nas metrópoles, priorizou-se por muito tempo o transporte individual. Verificam-se investimentos na construção de estradas, viadutos e túneis para o uso de veículos próprios, em detrimento do transporte coletivo, tais como, ônibus, metrôs e trens. Hodiernamente, existe também a superlotação dos transportes coletivos, que por serem poucos e estarem em estado precário, acabam não conseguindo suprir as necessidades da população. Dessa forma, é evidente que os órgãos competentes devem investir mais na infraestrutura dos transportes coletivos e alternativos, tornando-os mais eficientes e menos poluentes.
    A mobilidade no Brasil é de fato um problema, devido a existência do excesso de veículos nas ruas e um transporte coletivo que não atende a necessidade da população. Dado o exposto, é necessário a ampliação do sistema metroviário e ferroviário, a construção de mais ciclovias, o investimento no conforto dos transportes, um sistema de rodízio de veículos, uma política de acessibilidade aos transportes coletivos, redução da velocidade máxima, bicicletas públicas de aluguel e pedágios urbanos voltados para o investimento em transporte público. Assim, o brasileiro poderá deixar o carro em casa quando quiser se locomover pela cidade.