A mobilidade urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    Nota-se, desde a década de 1950 com o processo de urbanização, uma maior valorização de transportes público e privado. Porém, com o elevado índice de crescimento da população e a falta de planejamento urbano, a mobilidade nas cidades vem se tornando cada vez mais difícil. E por conta disso, muitos problemas acometem a sociedade brasileira, como a precariedade nos meios de locomoção públicos e o aumento da poluição, já que a maioria das pessoas optam por se deslocar em seus próprios veículos.
          De início, é válido pontuar que, de acordo com o site "Mundo Educação", o transporte público no Brasil é considerado ruim e ineficiente. Aliado a isso, por conta da falta de segurança e da precariedade nesses meios de locomoção, a maioria dos cidadãos preferem se deslocar de um lugar para outro por meio de seus carros.
          Faz-se necessário, ainda, ressaltar que de junho a julho de 2015, foram mais de 160 mil novos carros nas ruas. E isso, gera inúmeras consequências tanto para a população, quanto para o meio ambiente. Tendo em vista, que os veículos funcionam por intermédio de combustíveis fósseis e que esses em grande quantidade na atmosfera, aumentam a concentração de gases que intensificam o efeito estufa e o aquecimento global, a poluição do ar cresce consideravelmente, proporcionando principalmente doenças respiratórias para a sociedade.
          Portanto, medidas são necessárias no que tange ao sistema de locomoção brasileiro. Dessa forma, urge que o Governo Federal invista nos meios de locomoção públicos - principalmente ônibus e metrôs - com o objetivo de aumentar a segurança das pessoas que dependem desses modos de deslocamento e diminuir o índice da poluição, pois com o aumento de transportes coletivos teriam menos veículos privados nas ruas, logo, haveria uma menor emissão de gases na atmosfera. Além disso, cabe ao Poder Público de cada município, mostrar à população, por meio de campanhas e palestras, todas as consequências ocasionadas para a sociedade por conta da grande circulação de carros nas cidades. Dessa maneira, todos os indivíduos poderiam ter acesso à mobilidade urbana no Brasil.