Envie sua redação para correção
    É possível afirmar que um dos grandes males do século XXI é o crescimento progressivo de doenças como depressão, transtorno de ansiedade e pânico. No entanto, vincula-se posicionamentos preconceituosos advindos da ausência de seriedade e compromisso social diante desse fato. Nesse âmbito, convém analisarmos o impacto das doenças mentais na sociedade e principalmente em crianças e adolescentes, assim como, a dificuldade em conscientizar sobre.
     Pontualmente, com os adventos da tecnologia e globalização, o imediatismo, a exposição em redes sociais e, consequentemente, o mundo virtual, tem criado e refletido lacunas afetivas, inclusive, em jovens. Estes quando submetidos à traumas emocionais -como divórcio, brigas e bullying- desencadeiam pensamentos depressivos e suicidas. O suicídio é segunda maior causa de morte entre jovens no Brasil, ilustra, assim, a crucialidade em solucionar tal problemática. 
      Não obstante, pessoas que passam por transtornos mentais são julgadas, por grande parte da sociedade, de forma precipitada levando a dificuldade no diagnostico e tratamento. A princípio, quem sofre dessas patologias sinalizam diversas vezes em busca de ajuda, todavia, se visto como um desprazer diante de situações momentâneas ou, ainda pior, frescura, pode agravar os sintomas e levar ao isolamento social. Uma série norte-americana denominada "13 reasons why" ratifica a negligência diante de doenças mentais e as consequências das mesmas.
      O compromisso social, portanto, diante de transtornos mentais precisa ser concretizado e intensificado. Tendo em vista a ausência de conhecimento da maioria dos pais e professores, os Centros de Atendimentos Psicossociais juntamente com o Ministério da Saúde e Educação devem implementar nas escolas debates e assessorias, disponibilizando também pontos de consulta para responsáveis, estudantes e professores, alertando sobre fatores que podem levar os jovens, assim como adultos, a adquirirem doenças mentais, ministradas por psicólogos e profissionais da área.