Envie sua redação para correção
    As doenças mentais estão bastante presentes no cotidiano do cidadão, seja em quaisquer meios que participe. Entretanto pouco se discute a respeito, acarretando a criação de tabus sobre isso. O diálogo deve estar presente a cerca do assunto, tendo em vista que uma boa parcela da população sofre de alguns desses problemas.
       Hoje encontramos medicamentos e profissionais dispostos a tratar de muitos distúrbios comportamentais, porém a dificuldade muita das vezes é no diagnóstico. O Estado deveria estar presente no incentivo à procura do especialista por aqueles que tem dúvidas sobre seus sintomas e ao tratamento daqueles que já estão sendo acompanhados. A falta da presença do amparo e entendimento das pessoas no círculo social que o indivíduo se encontra, mostra que há gravíssimas falhas na educação, fazendo com que uma parcela de pessoas seja incompreendida por seu círculo familiar ou amistoso e acarretando impasses para a solução.
      Essas alterações no estado de saúde de pacientes poderiam ser melhoradas com a conscientização das pessoas em geral sobre como deve ser levado a sério e como identificar sintomas, sendo muitos deles mudanças comportamentais.
         O governo deve criar leis e intensificar a atenção em relação as doenças mentais, ensinar nas escolas como identificar e se tratar visando o bem estar, e incentivar que dentro dos lares se tenham conversas frequentes sobre o dia a dia, as dificuldades que estejam passando e como  os membros que constituem aquele ambiente possam ajudar uns aos outros em momentos difíceis.