A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    A necessidade de estudar o homem e suas naturezas data da época do renascimento, com o humanismo, onde o uso da razão faz-se essencial. Todavia, até então nunca se tinha dado importância ao estudo do cérebro humano, o que só foi possível com o surgimento e desenvolvimento da psicanálise. Isso favoreceu uma melhor compreensão dos transtornos mentais vigentes na sociedade.
                          Um dos fatores para o aumento das doenças mentais se deve aos traumas sofridos pelo indivíduo durante a infância, desde maus tratos a abusos, o que tende a gerar sequelas que afetam a sua fase adulta. Há também a possibilidade de alguns transtornos se desencadearem devido à genética, mas o fato do sujeito possuir o genes para determinados tipos de doenças, não é garantia que este irá manifestá--los.
                                  Além disso, existem fatores ambientais, como a morte de algum ente querido ou até mesmo a influência da mídia com imagens de corpo ideal e uma vida social fantasiosa que podem provocar transtornos bem perigosos, principalmente porque praticamente todo o tempo tem-se contato direto ou indiretamente com meios de difusão de informação, aumentando a influência destes sobre o indivíduo.
                                   Em suma, o órgão da saúde tem um papel fundamental de criar e tornar acessível instituições que com equipamentos médicos de qualidade, remédios e profissionais adequados ajudarão pessoas com transtornos mentais na sua inclusão social e familiares prestando assistência, como consultas ao psicólogo para que o tratamento em ambos os lados seja mais eficaz. Por outro lado, pais e responsáveis necessitam desde cedo participar da vida da criança para evitar que qualquer comportamento anormal seja diagnosticado com certo atraso.