A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Debater sobre doenças mentais tem sido um assunto grave, mas que, principalmente a população e o Governo não tomam ordem.
      Doenças mentais podem ser resultado de conflitos familiares e trabalhistas, no Brasil, tem-se a estimativa que 23 milhões de pessoas sofrem de transtornos como a esquizofrenia, distúrbio de ansiedade, bipolaridade, podendo ainda citar a depressão, também chamada de "a doença do século 21".
      Questionamentos são levantados, o que pode ser feito realmente para combater e diminuir a incidência desses casos? Estaria diretamente relacionado a má assistência de centros de saúde e profissionais na área, como psicólogos e psiquiatras. É uma questão séria e o seu debate e reivindicações são importantes, pois trata-se da saúde mental de uma pessoa e o relacionamento da mesma na sociedade, não podendo ser deixada de lado pelo governo, que o mesmo não demonstra preocupação com esses índices deixando a deriva para um tratamento suscetível e inferior.
      Portanto, medidas precisam ser aplicadas para que haja a prevenção e melhorias perante este impasse, como, a elaboração mas sucinta de leis possibilitando o apoio para as mesmas; projetos culturais e sociais inclusivos; centros especializados de saúde, profissionais melhor qualificados, atividades de cunho mental e ministração adequada de medicamentos em casos necessários para cada tratamento.