A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Os transtornos mentais são cada vez mais frequentes na sociedade atual . Desse modo, percebe-se a importância de se debater o assunto sobre as doenças mentais, que muitas vezes não são tratados da melhor forma. Nesse contexto de tratamentos adequados aos transtornos mentais, há dois fatores que não podem ser negligenciados, como a falta de informações da população acerca desses transtornos e a procura de medidas mais eficazes no tratamento de transtornos mentais.
       Em primeira análise, cabe pontuar que o frágil conhecimento da população a respeito das doenças e transtornos mentais, levam muitas vezes ao preconceito e a discriminação à quem sofre de doenças mentais. Todavia, uma prova de como a instrução popular é importante para reverter esse preconceito está na frase do educador Paulo Freire: " Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor". Dessa forma, percebe-se a importância de conhecer um pouco mais as causas, os sintomas e os tipos de tratamento, além da prática do respeito à essas pessoas.
      Ademais, convém frisar que a falta de tratamentos adequados é uma das principais causas do aumento e da continuidade dessas doenças mentais. Comprova-se como ainda é baixo o entendimento de muitos cidadãos a respeito de medidas que possam garantir melhores direitos aos portadores de transtornos mentais, que são muitas vezes negligenciados pelos órgãos do governo, como é o caso da lei conhecida como Lei Paulo Delgado, que ainda não foi promulgada e que visa assegurar proteção e os direitos de pessoas portadoras de doenças mentais. Diante disso, vê-se a importância dos poderes públicos bem como o apoio popular na busca de melhor qualidade de vida para essas pessoas, assim como a garantia que elas tenham os seus direitos como cidadãos garantidos.
      Portanto, medidas são necessárias para melhorar a qualidade de vida dos portadores de transtornos mentais. E, mediante a uma parceria entre família e escola, a solidariedade, a igualdade e o respeito devem ser ensinados desde cedo às crianças por meio de jogos, atividades e brincadeiras que estimulem e incentivem a importância de ajudar o outro. Além disso, o governo juntamente com a ONU (Organização das Nações Unidas), deve criar comerciais e palestras explicativas sobre como lidar com os portadores de transtornos mentais, e quem procurar na busca de melhor assistência dessas pessoas, assim como a garantia do cumprimento dos direitos básicos aos portadores de doenças mentais, por parte do Ministério da Saúde.