A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Desde a Revolução Industrial e a consolidação do modelo econômico capitalista, o cotidiano do cidadão vem sendo cada vez mais agitado e preocupante. É notório observar como a saúde física e mental das pessoas estão sendo afetadas. Nesse sentido, convém analisarmos o princípio desses problemas e a consequência que acarreta.
      Segundo o filósofo Karl Marx, o indivíduo é fruto do ambiente onde vive. Pode-se observar como a vida de um ser humano no século XXI é acelerada e essa é a principal causa de diversos problemas na saúde. Devido a exaustão diária do trabalho ou dos estudos, as pessoas deste século se tornam mais sedentárias, visto que não têm disposição de frequentar uma academia ou fazer uma caminhada devido ao cansaço. Além disso, os problemas mentais vem crescendo na sociedade em prol da pressão psicológica que o capitalismo impõe e infelizmente são doenças pouco debatidas e reconhecidas entre os cidadãos.
      Ademais, o transtorno mental é visto por muitos como algo simples, um momento de estresse que logo passará. Entretanto, a depressão, sendo a principal doença da população na atualidade segundo o portal G1, causa diversos problemas na vida do indivíduo como a tristeza profunda que se não for diagnosticada e tratada pode levar à morte. Além disso, outras doenças como esquizofrenia e distúrbio do pânico são pouco debatidas, o que torna o diagnóstico tardio.
      Fica claro, portanto, que medidas são necessárias. Cabe ao governo investir em mais profissionais da área da saúde como psiquiatras e psicólogas nos postos de saúde em horário comercial para auxiliar ao diagnóstico e tratamento. A mídia junto às ONGs devem divulgar mais sobre o assunto através de campanhas para tornar-se o tema mais discutido e entendido. As escolas e os pais devem estar sempre atentos aos comportamentos das crianças para que o reconhecimento desses problemas sejam precoce, visto que segundo o filósofo Rousseau, o homem nasce bom, a sociedade que o corrompe.