A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Na idade média, pessoas com doenças mentais eram isoladas do convívio social. Hoje, pessoas com doença dessa natureza vem sendo estudadas cada vez mais e constata-se que há um aumento no percentual de indivíduos sofrendo desse mau. Vista essa realidade, esse tópico requer uma análise sensata e urgente por parte dos cientistas e sociedade, tornando-se imperioso buscar soluções para esse problema.
        Um ponto relevante, acerca das doenças mentais, é que elas podem ser multifatoriais, ou seja, diversos são os fatores que podem causá-la. Sendo assim, fatores genéticos associados a fatores sociais podem levar a pessoa a desenvolver uma determinada doença mental. Por exemplo, a depressão, que atinge até 10%  das pessoas hoje, é  uma doença considerada "o mau do século", pois os estudos apontam que no futuro mais pessoas sofrerão dela, e suas causas podem passar desde um desentendimento familiar até o desemprego.
        Assim, a vida corrida do século XXI faz com que as pessoas possam desenvolver doenças mentais ou não estejam atentas para aqueles que vem desenvolvendo esse tipo de doença, bem como faz com que o indivíduo não busque maneiras para prevenir esse problema.
        Diante disso, faz-se necessárias medidas para mudar essa realidade. Para tanto, o Ministério da Saúde deve capacitar os profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e outros) para diagnosticar corretamente pessoas do algum tipo de doença mental e tratá-las da forma eficaz. Além disso, as Organizações não Governamentais (ONG's) devem buscar parcerias com iniciativa privada e promover fórum de discussão sobre esse assunto, a fim de esclarecer a sociedade mostrando as maneiras de tratamento e controle desse tipo de doença, bem como utilizar a mídia (TV, rádio, internet e outros) para sensibilizar a população sobre a atenção necessária aos indivíduos portadores de algum tipo de doença mental. Desta forma, teremos os meios necessários para dar uma condição mais digna e solidária as pessoas que sofram de algum tipo de distúrbio mental.