Envie sua redação para correção
    No mundo contemporâneo hoje, há cada vez mais uma crescente preocupação com a saúde física, e esse fato tem levado as pessoas a mudanças de hábitos, buscando assim levar uma vida mais saudável e por consequência mais prolongada.  Segundo a organização mundial de saúde (OMS), cerca de 3% da população sofre de algum transtorno mental, e segundo pesquisa também realizada pela OMS, aponta que 400 milhões de pessoas ao redor do globo, são afetadas por doenças psíquicas. Vários são os fatores que contribuem para o desenvolvimento das doenças mentais, tais como o ambiente em que o individuo está inserido, a questão genética ou hereditária. É certo que as doenças mentais são ocasionadas por diversos fatores; a correria da vida moderna, onde não há tempo para para o lazer e divertimento, a pressão social, o grande conteúdo de informações, a violência estressante das ruas, enfim tudo isso contribui para o desenvolvimento de uma depressão, distúrbio do pânico, ou transtorno bipolar.
      Até bem pouco tempo sabia-se muito pouco sobre como tratar essas doenças da mente, em meados de 1930 chegou ao Brasil uma técnica promissora para o tratamento de doenças psíquicas, a lobotomia, procedimento em o cérebro do paciente era aberto para a retirada da área afetada, mudando assim o comportamento e personalidade deste, todavia o método se mostrou ineficaz já que a maioria dos pacientes vinham a óbito logo após o procedimento. Felizmente nos dias atuais, são utilizados outros métodos para o tratamento das doenças mentais, entre os quais estão os medicamentos antidepressivos e antipsicóticos, bem como remédios estabilizadores do humor, e também terapia e psicoterapia.
      Todavia existe ainda um grande preconceito em torno das doenças  mentais, por isso quando uma pessoa apresenta sintomas de doenças psíquicas , se sente retraída, e não procura ajuda profissional com medo de ser julgada como louca. é preciso que haja uma conscientização da sociedade para que o debate sobre doenças psíquicas deixem de ser considerado um tabu, campanhas governamentais, bem como palestras podem auxiliar nessa mudança do modo como tratamos pessoas com doenças mentais. pessoas que sofrem com transtornos mentais, podem e devem procurar ajuda junto aos orgãos de unidade básica de saúde que realizam atendimento psiquiátrico, nos centros de atenção psicossocial (CAPS), ou em ambulatórios de hospitais e escolas bem como em hospitais gerais. Enfim, para uma vida 100% saudavel, a mente como parte importante para a saúde do corpo, precisa também receber um cuidado especial, afinal de contas mente e corpo estão intimamente ligados.