A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    A banalização dos transtornos mentais é uma questão muito presente na sociedade, este problema deve ser enfrentado, uma vez que o número de pessoas acometidas por essas doenças vêm aumentado cada vez mais.
        Por se tratar de um assunto que na maioria das vezes é abordado de forma satírica e leviana, muitos portadores desses transtornos se veem constrangidos a buscar um auxílio especializado por receio de sofrerem algum tipo de preconceito ou por simplesmente não terem conhecimento sobre os tratamentos e não saberem onde encontrá-los, o que pode levar ao agravamento da doença e até mesmo à morte. Outro ponto de extrema importância é a falta de esclarecimento da população sobre esse tema, o que  acaba tornando as pessoas que sofrem destes males alvo de preconceito e discriminação.
        Vale ressaltar que os portadores dessas doenças têm direito a um acompanhamento especializado. O governo federal dispõe de centros de atendimento à saúde mental que podem ser acessados de forma gratuita pela população em hospitais ou centros de saúde.
       Portanto, cabe ao Estado a adoção de medidas que visem conscientizar os cidadãos acerca da questão da saúde mental, para que esta passe a ser vista como um problema de saúde pública e não com preconceito ou de forma banal. Cabe também às autoridades competentes uma maior divulgação sobre as formas de tratamento e a disponibilidade de atendimento à quem sofre desses transtornos.