A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Depressão.Ansiedade.Esquisofrenia.Essas dentre outras são exemplos de doenças mentais graves que atingem qualquer pessoa e que acarretam alteração no seu comportamento.Na atualidade estão cada vez mais comuns.Debatê-las se faz necessário para que a banalização a elas atribuídas acabe.
             É válido destacar que os hábitos introduzidos na sociedade propiciam esse cenário. O estresse e a pressão psicológica  quais os indivíduos estão submetidos no cotidiano, são fatores que contribuem para a má saúde mental.Estima-se que mais de 70% da população brasileira sofrem com transtornos na contemporaneidade.
                   Além disso,instituições sociais sobretudo a família,faz com que exista preconceito velado diante de pessoas portadoras dessas doenças.Dificuldades no tratamento e diagnóstico assim surgem.Com o paradigma histórico social de que a ela é atribuído o papel de criar filhos saudáveis para o mercado de trabalho,aceitar e lidar com isso é conflituoso.
                 Fica evidente,portanto,de que pessoas com transtornos mentais encontram obstáculos na vida em comunidade e o conhecimento dos cidadãos diante deles é imprescindível.Dessa forma cabe ao Ministério da Educação juntamente com o Ministério da saúde promover projetos com a presença de psicólogos,para que esses identifiquem e encaminhem os doentes para o tratamento adequado.Também cabe a família os auxiliar e incentivar como atividades terapêuticas como pintura,música, dança.Somente assim poderemos ajudar com que essas pessoas recuperem sua autonomia e se reintegrem a sociedade.