A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Em tempos modernos, é completamente notável o aumento de doenças mentais. Possuindo conhecimento dessa informação, se observa, que a frequência de discussões relacionadas às doenças é relativamente maior, comparada ao mesmo índice de alguns anos atrás. É totalmente positiva a abordagem de tal tema dentre a sociedade Brasileira e Mundial.
           Quando se percebe um problema, seja ele qual for, a primeira iniciativa que se deve ter é conversar sobre o mesmo, para à partir daí, colocar suas causas em pauta e logo após encontrar uma solução. As doenças mentais, como o próprio nome já explica, é uma dificuldade no  sistema neurológico, unido ao emocional. Ninguém que possua tal tipo de doença é portador de tranquilidade, vive em constante perturbação. Essas pessoas vivem procurando culpados para os seus problemas, em alguns casos, se culpam por tudo.
            Tudo que envolva o ser humano, um ser vivente, é merecido ser discutido. Com isso, a probabilidade de se encontrar um tratamento para o caso aumenta significativamente. A Depressão lidera o ranking de pesquisas, logo após vem a ansiedade. São doenças mentais diretamente ligadas ao dia a dia em sociedade ou consigo mesmo. É totalmente cabível a certeza de que a maior causa de ambas é o estresse sendo ajudado por uma rotina desconfortável sofrido por cada portador.
              Pesquisas em empresas, conversas domésticas, encontro de algum meio que possa aliviar os pensamentos, são medidas aparentemente excelentes para um ótimo tratamento do caso. Psicólogos, Psiquiatras e muitos medicamentos estão disponíveis para um maior auxilio, a iniciativa precisa ser de quem sofre. É fundamental o conselho de quem vive ou conhece quem possua. Comece agora mesmo a sua discussão sobre doença mental consigo mesmo e à evite.