A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Como se observa as pessoas antigamente com algum  transtorno mental, eram vistas como perigosas, doentes, anormais ou especiais.Várias eram e ainda são as concepções atribuídas a essas pessoas,o que concorre para   a produção de pensamentos ambíguos em relação à temática.                  Contrariamente aos séculos de XV a XIX, nos quais o conceito de loucura passou de natural a patológico nos debates desse século XXI discutem-se pontos nodulares entravantes pela necessidade de ressignificações sociais/culturais, sob o enfoque do novo objeto: a pessoa com o transtorno e não mais a doença e o doente mental.
      Pois com a correria do dia a dia, muito estresse, transito, chegar na hora certa para os compromissos,preocupações, deveres a cumprir isso faz com que sobrecarregue levando a causa de algum desses transtornos. A falta de confiança, o medo e o nervosismo e até mesmo a ansiedade fazem com que leve a pessoa a não ter auto confiança a ter medo de tudo, e de todos que a cercam.
       Quando se fala em depressão algumas pessoas até tomam um           susto,chegam a pensar que todos que possuem é porque são loucos, depressão nada mais é do que um sentimento de tristeza e angústia. A dependência faz sentir-se sozinho, como se depende-se de uma pessoa pra estar levantando sua autoestima, há tratamentos que ajudam a conter esses transtornos,com o uso de medicamentos, palestras, consultas com o psicólogo ou até mesmo psiquiatra.