A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    As doenças e transtornos mentais afetam mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU), entre 75% e 85% das pessoas que sofrem desses males não têm acesso a tratamento adequado. No Brasil, a estimativa é de que 23 milhões de pessoas passem por tais problemas, sendo ao menos 5 milhões em níveis de moderado a grave.
     Segundo a Lei nª 10.216,publicada em 2001 e conhecida como Lei Paulo Delgado, "dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental", porém por negligencia e omissão do governo, familiares e pacientes ainda aguardam sua regulamentação. 
    Muitas pessoas, sejam elas adultas ou crianças tendem a sofrer de depressão que é o sentimento de tristeza intensa, profunda e persistente. Outros 3,5% sofrem de distúrbio do pânico que é a ansiedade extrema com sintomas físicos. 1% somente costuma sofrer com esquizofrenia que são episódios de depressão alternados com episódios de exaltação e euforia. Para William James ‘’ O ser humano pode mudar sua vida mudando a sua atitude mental’’ e para isso ser possível o ministério da saúde deveria entrar em acordo com os deputados para que essa lei fosse regulamentada o mais rápido e os hospitais devem se encontrar preparado para atender tais pacientes, fazendo com que eles tenham um tratamento adequado para cada tipo de doença mental. E para ajudar o ministério da saude poderia fornecer medicamentos grátis pois muitas vezes os familiares não tem condição de comprar por serem caros demais.