Envie sua redação para correção
    Tristeza, alucinações e gestos repetitivos são recorrentes na vida de parte da população mundial. Tais transtornos podem ser causados geneticamente, pela expressão de um gene, ou por fatores socioculturais, quando algum acontecimento levou ao desenvolvimento do distúrbio. Nesse sentido, é de extrema importância debater sobre doenças mentais, entendendo que são enfermidades e que devem ser tratadas.
       Na série "Chicago Med", uma criança de dez anos é diagnosticada como psicopata após causar fraturas e medo no seu irmão mais novo, e mesmo assim os pais decidiram não iniciar o tratamento. Aqui, a questão é que não reconhecer como doença e não procurar ajuda especializada pode gerar danos físicos e psicológicos à outras pessoas, como familiares e vizinhos, o que é repudiável.
       Outro fator, é o de que não se vive a vida na sua totalidade enquanto estiver doente, pois se é privado de elementos importantes como a interação social. É o que foi mostrado no programa "A Liga", sobre transtornos psicológicos, em que uma mulher após ter sua filha levada, desenvolveu isolamento social e restringiu seus laços afetivos a cachorros, em que chega a ter mais de cinquenta deles.
       É indispensável, portanto, que medidas sejam tomadas para que as doenças mentais sejam combatidas. As escolas podem realizar trabalhos sobre os principais transtornos psicológicos mostrando causas, sintomas e tratamentos, e divulgá-los nas redes sociais para atingir mais pessoas. Aliado à isso, familiares e vizinhos podem  contribuir demonstrando respeito, não os julgando e incentivando a busca de tratamento. E assim, essas doenças serão sanadas.