Envie sua redação para correção
    No filme, Efeito Borboleta, retrata a esquizofrenia, doença mental que assola grande parcela da população. No entanto, a falta de interesse de grande parcela da população, também, de autoridades públicas , faz com que tal tema seja depatido concomitantemente torna-se mais um empecilho público.
     Vários fatores contribuem para que as doenças mentais não sejam debatidos, ao mesmo tempo, seja um empecilho social. A falta de informação de parcela da sociedade associado ao preconceito, faz com que fração das indivíduos vejam as pessoas detontoras de doenças mentais como um obstáculo, assim como, veêm tal individuo como um "desajustado social" ao apresentar problemas como bipolaridade e crises de ansiedades.
     Além disso, o modo de vida do século 21 é outro fator a ser ressaltado. Já que, as cargas horárias de trabalho extenso, tanto quanto, a liquidez das relações sociais contribuem para o aumento de doenças mentais. Desse modo, grande parcela das pessoas se veêm sozinhas, bem como, ficam mais preocupadas com os problemas de seu cotidiano.
     Contudo, a psicológia em trabalho simultâneo com Organizações Não- Governamentais(ONGs), ajudam as pessoas que detêm problemas psicológicos. Desta maneira, a psiquiatria, ajuda a diversos individuos a superarem tais obstáculos causados por tais doenças por exemplo a esquizofrenia, bipolarismo e etc, ainda como, ajudam na prevênção de suícidios e dão instrução e apoio familiar.
     Portanto, para que as doenças mentais não sejam mais um empecilho no futuro, o debate e a instrução acerca de tal empace é necessário. Logo, o Governo, deve estimular desde as séries inicias em escolas públicas e privadas, o debate sobre as doenças mentais. Assim como, deveria através de parcerias públicas e privadas, criar campanhas sobre os diversos tipos de doenças doenças mentais, assim como, deveria criar mais clínicas psiquiatricas para dar apoio e instrução familiar.