A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Depressão,esquizofrenia,autismo e transtorno Bipolar, são alguns exemplos de patologias mentais que estão aumentando de forma significativa na esfera social.E necessário considerar que apesar da mudança ao tratamento de pessoas com doenças mentais ainda hoje é possível notar lamentavelmente práticas de preconceito e falta de empatia ao próximo.Portanto,medidas cujo objetivo seja alterar esse quadro são cabíveis
      Ao analisar o cerne da questão ,vê-se que existe a necessidade de debater sobre as doenças mentais,para que se possa aniquilar de vez essa visão secular ,em outras palavras,erradicar a ideia em que em séculos passados, por exemplo ,como no século medieval a designação de transtornos mentais não dependia de uma ciência médica ,pois não era vista como uma patologia,visto que  era tido como parte mitológica em que esses eram possuídos por espíritos.Como consequência eram isolados e submetidos a tortura e castigos.Logo depois na idade moderna que foi mudado o conceito é os transtornos mentais reconhecidos como patologias,sendo lançado o hospital psiquiátrico que teoricamente era para oferecer mais humanidade para essas pessoas,fato ao qual infelizmente não era possível ocorrer de forma plena ,pois faltava apoio do governo, faltava apoio dos familiares e amigos dos pacientes e  faltava também  investimentos em capacitação de profissionais da área.
      Outra questão a ser analisada é que falta investimentos do governo e de empresas privadas , na parte acadêmica para a busca de novos métodos e tratamentos para amenizar os efeitos dos sintomas das doenças mentais e também tem a questão do valor de medicamentos antidepressivos  que é de alto custo para os cofres do governo e para o bolso da população ,pois muitos não conseguem a assistência plena do sistema de saúde público .Então a melhor saída e sempre investir na área da educação e tecnologia , pois por meio desses e possível criar práticas e métodos menos abusivos  para os pacientes .Atrelado a isso ,pode observar também a falta de investimento na prevenção que acarreta logo  a falta de diagnóstico precoce e falta  também de acompanhamento adequado a portadores  de doenças mentais que estão em fase inicial que se não cuidadas viram doenças crônicas.
       Dessa forma depreende-se que  a sociedade deve cobrar em meio ao governo  a efetivação plena da Lei Paulo Delgado que visa a proteção e a garantia dos direitos das pessoas que possuem transtornos mentais e o redirecionamento dessas ao modelo assistencial em saúde mental , colocando com isso o fim em manicômios e oferecendo um tratamento mais digno e humanitário para esses que vão obter maior contato com o grupo familiar e psicoterapias .Pode -se pensar por exemplo , que com isso vai ser possível oferecer maior qualidade de vida  aos portadores de doenças mentais.