Envie sua redação para correção
    Diversos tipos de doenças mentais afetam mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo. No entanto, esse grave problema não recebe a devida atenção por parte da sociedade, visto que esses problemas são banalizados, indivíduos afetados são excluídos socialmente e que a busca por tratamento adequado ainda é muito baixa.
       A grande causa para a banalidade desses distúrbios é a falta de informação, é muito comum que pessoas com graves doenças, geralmente a depressão, sejam rotuladas como fracas. A falta de compreensão por parte da sociedade torna a situação do indivíduo  ainda mais grave, fazendo com que ele se sinta culpado por seu problema, muitas vezes esse sentimento de culpa leva-o ao suicídio.  
        Somado a falta de compreensão, pessoas que apresentam algum tipo de doença mental são taxadas pelas demais, são vistas como loucas, esquisitas, e consequentemente são excluídas socialmente. A exclusão social piora a qualidade de vida do cidadão, uma vez que ele não consegue se inserir em nenhum grupo ele acaba isolado socialmente.
        Embora se pense que doenças mentais não possuem tratamento, mais de 70% dos indivíduos que buscam ajuda de um profissional da saúde mental sentem melhora nos seus sintomas e qualidade de vida. O problema é que a busca por ajuda ainda é muito baixa, devido a falta de acompanhamento e a banalidade do problema 60% dos indivíduos com distúrbios não procuram nenhum tipo de auxílio.
         É indispensável, portanto, que a sociedade compreenda que os distúrbios mentais são doenças normais, como qualquer outra, dessa maneira diagnósticos e tratamentos serão realizados com maior facilidade. Por isso, a mídia deve auxiliar com propagandas informativas semanalmente a respeito dessas doenças; o Estado deve fornecer locais de reunião desses indivíduos onde eles debatam sobre seus problemas, ajudando na expressão dos sentimentos e na inclusão social.