A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    De acordo com o filósofo Aristóteles, virtude é o meio termo entre o excesso e a falta, ou seja, ela consiste no equilíbrio. Nesse sentido, esse conceito é dificilmente encontrado nos dias atuais, visto que, com as novas tecnologias e o sistema capitalista, achar o equilíbrio é um desafio para a mente. Isso gera os problemas mentais, que, para a infelicidade da sociedade, tais doenças são pouco comentadas.    Desse modo, a população que sofre com esses transtornos, em parte, desconhece sobre a doença e, consequentemente, sobre seus sintomas e tratamentos. Em decorrência disso, essa falta de informação ocasiona, segundo a ONU, que essas enfermidades ocupem posições de destaque no ranking das doenças que atingem os cidadãos. Seguindo esse raciocínio, a propagação do bullying aumenta o número de adolescentes com depressão no mundo. Isso por que a maioria dos jovens que praticam acreditam não estarem afetando diretamente a mente da vítima, já que não sabem de seus efeitos por falta de conhecimento a respeito do assunto. 
       Ademais, no quadro "O Grito", de Edvard Munch, é possível perceber que, enquanto o personagem que grita enxerga sua vida de forma caótica e torta, os personagens ao fundo estão normais e sãos. Nessa lógica, a realidade não é muito diferente, dado que as pessoas que sofrem com os transtornos vêm o mundo também de forma confusa e, assim como na pintura, os indivíduos ao redor dos sofredores, muitas vezes, não percebem os sintomas da doença. Como o suicídio, que é um assunto pouco comentado na mídia por medo de gerar mais vítimas. Entretanto, o fato da omissão do tema também causa mortes, uma vez que o padecedor, ao procurar ajudar indiretamente ou diretamente, não consegue achar ou não sabe onde achar, acaba por se matar por não encontrar uma solução. 
       Portanto, é necessário que o Ministério da Saúde juntamente com a mídia ou redes sociais criem campanhas e propagandas visando informar a população sobre os sintomas dos transtornos que mais afetam a sociedade na atualidade além de mostrar onde essas pessoas podem encontrar ajuda qualificada. Outrossim, os produtores de cinema podem tentar auxiliar as vítimas através de filmes, vídeos ou séries que detalhem os sintomas dessas doenças e o cotidiano dessas pessoas, como a netflix, que lançou a série 13 Reasons Why, expondo a vida de uma garota que sofria bullying e acabou se matando por não achar ajuda. Dessa forma, os envolvidos com a prática do bullying podem ver um pouco sobre a vida de suas vítimas e diminuir com o tempo esse ato. Por fim, a CVV (Centro de Valorização da Vida) deve ser mais divulgado, também pelo Ministério da Saúde, através de banners, campanhas e propagandas, para que, aqueles que tem vergonha do que sofrem, possam, anonimamente, achar um meio de se ajudar e desabafar.