A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    De acordo com a expressão do cenário mediático, a necessidade de debater as doenças mentais se mostra importante para o século XXI.A problemática se encontra no meio virtual, o qual as doenças mentais estão sendo analisadas de forma fútil, e também no meio social, haja vista que a população não detém sapiência sobre as doenças.
         Nesse âmbito, os internautas estão tratando de doenças mentais sérias como forma de brincadeira, a exemplo disso, se tem várias páginas nas redes sociais com os nomes das doenças vinculados a assuntos que não levam como tema a própria doença e muito menos ao seu tratamento.Nesse contexto, o compartilhamento dessas páginas levam as pessoas a ter um pensamento romantista, no qual  tudo é idealizado, que acaba por condicionar  a população a não compreender a seriedade do assunto.
         Nesse sentido, é verdadeiro que a população não trata dos doentes da  forma adequada, levando ao intensificamento dos sintomas da doença e causando também o isolamento dos adoentados.A falta de conhecimento dos cidadãos sobre doenças mentais é também um dos fatores que reforçam os seus sintomas, visto que a população não sabe como lidar e nem identificar um indivíduo enfermiço.Fato que se verifica também no passado histórico, cujo a população também não detinha conhecimento sobre as doenças, embora também não existia muitos  estudos sobre as mesmas, coisa que atualmente se tem em abundância. 
         Portanto, várias medidas são necessárias para resolver o impasse.Uma delas seria a mídia incluir temas como o combate as doenças mentais de forma a buscar a reflexão por parte da população sobre o tema.Ademais o ministério da educação deve abordar temas como as doenças mentais e explicar como tratar e identificar os indivíduos doentes, com a finalidade de os estudantes derem o total apoio aos adoentados. Outrossim, o governo deve investir em meios que permitem a interação dos doentes mentais com pessoas normais, para que não haja isolamento por parte dos doentes.