Envie sua redação para correção
    O índice de portadores de doenças mentais tem crescido consideravelmente. Existe muito preconceito a respeito de tais doenças, gerando uma dificuldade em quem as possui, de procurar ajuda e se tratar. Portanto, faz-se necessário o debate sobre tais enfermidades, visto que, o conhecimento é fundamental para o acesso ao tratamento adequado e a redução de mortes precoces.
              A falta de informação a respeito de medicamentos e métodos e o medo de procurar ajuda e ser visto pelos outros como "louco", são fatores que impedem a busca de pacientes a consultórios adequados. Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) apontam que 400 milhões de pessoas sofrem ou sofrerão distúrbios da mente, assim torna-se indispensável campanhas governamentais sobre a necessidade de buscar especialistas e tratamentos como se é feito em quaisquer doenças.
                 A origem da doença mental é multifatorial, dentre predisposição genética, química cerebral e a história de vida associada a traumas. Assim, é notório o seu tratamento seja ele medicamentoso ou através de acompanhamento psicológico. Mas, no Brasil ainda há um enorme descaso, já que existem campanhas para prevenção de doenças físicas, mas não existe sobre a doença mental. O Ministério da Saúde necessita implementar essas campanhas fazendo com que a informação chegue a todos e não nutra o preconceito e o desrespeito.
                  Vive-se a era da informação e do conhecimento, então as mídias devem ser aliadas na veiculação de notícias sobre as doenças e como as pessoas devem chegar ao tratamento. Com o acesso a educação o número de vítimas da falta de informação se reduzirá e a prevenção