Envie sua redação para correção
    As doenças mentais afetam uma parcela significativa da população mundial, a falta de investimentos em tratamentos adequado, locais apropriados e médicos especializados, bem como uma triagem eficaz com ações preventivas e cuidados que conduzam o paciente a um tratamento eficaz, contribuem para a alta incidência de pessoas com transtornos mentais sem o cuidado adequado.
     No Brasil existem alguns programas assistenciais para pessoas com doenças mentais, porém os investimentos são inversamente proporcionais ao aumento nestes casos, são cerca de 23 milhões de brasileiros com algum caso de doença mental. Esse número tende ao crescimento pela quantidade insuficiente de profissionais atuantes nesta área, e ao sistema de saúde pública falido do país, onde o caminho entre conseguir uma consulta e o tratamento médico adequado perpassam por uma peregrinação que tende a agravar o estado do paciente pela falta de cuidados a contento. Além dos problemas estruturais ligados à saúde do país, deve-se analisar os diversos motivos pelos quais o índice de transtornos mentais vem aumentando e então considerar uma filtragem para os casos que podem ser tratados preventivamente, como usuários de drogas ou tendenciosos á alguma moléstia mental, daqueles que necessitam de internação, e acompanhamento periódico com o intuito de dar a esses pacientes o melhor cuidado. Portanto, para que se possa cuidar com qualidade dos pacientes de doenças mentais é necessário ampliar os investimentos para o campo da saúde mental, investindo em palestras, ações preventivas e informativas na comunidade, facilidade de acesso à médicos e tratamentos medicamentosos, bem como realizar um mapeamento das moléstias, para dar o melhor tratamento e alocação de recursos aos casos que mais necessitem de cuidados.