A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Os casos de transtornos mentais são cada vez mais comuns na nossa sociedade. Esse aumento no número de casos, atrelado a uma saúde pública deficitária e a muito preconceito por parte da sociedade em geral, faz com que o debate sobre as doenças mentais seja fundamental. 
         O preconceito na maioria das vezes se dá na banalização dos sintomas. A depressão e a ansiedade são exemplos de sérios transtornos mentais que são vistos pela sociedade leiga como besteiras. Isso faz com que as pessoas que sofrem desses transtornos não procure auxilio médico ou procure tarde, depois de haver isolamento social e muito sofrimento. 
        A educação é fundamental para acabar com o preconceito. As pessoas precisam conhecer e aprender sobre as doenças mentais, seus sintomas e tratamentos. Isso é papel não só das escolas, mas também da mídia e do governo. São necessárias campanhas de conscientização e abordagens sobre o tema no cinema e na televisão. O atendimento psiquiátrico nas unidades de saúde e em todos os grupos sociais, como escolas e empresas, deve ser ampliado para que o tratamento seja realizado o quanto antes, com o objetivo de diminuir o sofrimento do paciente.