A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    É possível afirmar que doenças mentais é um assunto delicado e que necessita de uma atenção especial. A sociedade atualmente não está coberta somente por doenças físicas. Mas, também por uma enorme camada de problemas psicológicos.
      O maior risco das disfunções mentais é justamente o encubamento do indivíduo, pois, o cidadão não consegue explicar o que está sentindo e é onde aumenta mais ainda o risco de morte. As falhas mentais podem sim levar ao óbito do paciente, não só pelo fato de provocar diversos problemas como doenças associadas ao coração, fígado, estômago e outros órgãos e também pode levar a auto-mutilação  ou até mesmo ao suicídio. Haja vista que, sobre o seu corpo e mente, o indivíduo é soberano.
      Com base nas pesquisas do site G1, o índice de morte causada por fatores psicológicos vêm crescendo de forma assustadora. Nesse sentido, se a sociedade não se conscientizar que a depressão, ansiedade, síndrome do pânico, bipolaridade ou a esquizofrenia é sim um caso social e que todos estamos vulneráveis a passar por está situação torna-rá mais difícil a abertura de centros de apoio e de grupos de reabilitação psicológica.
      Dessa forma, a abertura de clínicas psiquiátricas ou centros de apoio como o CAPS seria de grande importância para a melhoria do tratamento que não é  feito somente com auxílio de medicações, já que os que pacientes precisam de um lugar tranquilo para conseguir superar os problemas. O governo deve investir em mais projetos direcionados a casas de acolhimentos com atendimento especializados e profissionais das áreas da psicologia, psiquiatria, enfermagem e outras. Também seria de bom desígnio promover palestras para a comunidade mostrando o quanto a saúde mental é importante para uma vida completamente saudável. Assim como diria grandioso o Nelson Mandela, devemos promover coragem onde há medo, promover acordo onde há conflitos, e inspirar esperança onde há desespero.