A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Depressão, bipolaridade, ansiedade. Essas são as principais doenças mentais que afetam a maior parte da sociedade, gerando um alarmante caso de saúde publica. A humanidade do século XXI, teve inúmeras vitórias contra doenças que antigamente causavam morte e sofrimento, porem, a agitação e a rotina de uma sociedade desenvolvida vem trazendo novos problemas de saúde.
      Infelizmente, estes problemas de saúde são muito mais complexos de resolver do que se imagina. Uma pesquisa feita pela Organização Mundial Da Saúde (OMS), aponta que aproximadamente 400 milhões de pessoas em todo o globo sofram de algum tipo de transtorno psicológico, e que aproximadamente 75% delas não tenham acesso qualquer tipo de ajuda médica ou psiquiátrica.
      Por conseguinte, a falta de informação e de conscientização, faz com que a população em seu convívio familiar e social, não note esses tipos de transtornos psicológicos nos indivíduos, e até por muitas vezes os desencorajando a procurar um médico especialista. No brasil, desde a década de 90, o índice de suicídios vem aumentando. Muito disto se deve ao fato de desde criança até a vida adulta, o indivíduo não receber nenhum tipo de embasamento sobre oque são as doenças mentais e como podem ser tratadas. 
      Infere-se, portanto, que as doenças mentais são um grave problema que deve receber a devida atenção. Portanto, cabe ao Governo Federal criar áreas da saúde pública específicas em tratamento de doenças mentais, oferecendo profissionais qualificados e em prontidão para tal situação. Cabe também aos órgãos de ensino, conscientizar a população desde cedo, para que assim a informação se dissemine em suas mentes e nas mentes das futuras gerações, eliminando os tabus e os mistérios sobre as doenças mentais.
      Pode-se concluir então, que as doenças mentais se receberem tratamento precoce, não oferecerão risco a saúde física ou mental de nenhum indivíduo, e assim, a sociedade poderá evoluir ainda mais e transformar o mundo em um lugar livres de doenças ou sofrimento.