A necessidade de debater as doenças mentais

Envie sua redação para correção
    Para o sociólogo Emile Durkheim , no seu livro "o suicídio", ele mostra que o suicídio não é um fator pessoal , mas sim social , que envolve  toda a sociedade e não apenas o individuo que acomete . Nesse sentido , é válido analisar a necessidade de debater doenças mentais . 
                     O acúmulo de tarefas e cobranças  têm desenvolvido em grande parte da população a síndrome de Burnout , que consiste em um estresse gerado pelo esgotamento no trabalho .  Segundo pesquisas realizadas pelo ISMA -BR com mais de 100 mil trabalhadores brasileiros, 30% apresentam a síndrome.  Entretanto , Muitas pessoas não procuram ajuda médica, devido ao fato da saúde mental,  não ser considerada um problema por grande parte da população. 
                Não obstante a isso , A falta de debates a respeito do assunto faz com que os transtornos mentais em sua maioria sejam incompromissíveis pelos  indivíduos ,o que gera uma visão equivocada a respeito do estado mental da pessoa que precisa de uma orientação médica. Pois muitas vezes a doença é vista como falta de força de vontade ou uma breve indisposição . Dessa forma, essa ausência de sensibilidade e conhecimento por parte  da população , têm inibido a busca por ajuda daqueles que precisam , agravando ainda mais o problema.
            Portanto, Considerando que doenças mentais é um fator que envolve a sociedade , O Ministério da Saúde deve investir em campanhas, em escolas e ambientes de trabalho.Para que ensinem a população a cerca dessa problemática, orientado sobre as formas de tratamento e onde buscar amparo.Mas também, Formas nas quais os familiares e amigos podem auxiliar alguém  que precisa de ajuda.