Envie sua redação para correção
    Segundo o antropólogo Sérgio Buarque de Holanda, o jeitinho pode ser atribuído a um suposto caráter emocional do brasileiro, "o homem cordial"- pessoas que são movidas pela emoção e que colocam de lado a ética e a civilidade. Eventualmente o "jeitinho brasileiro" pode ser um problema ou uma qualidade, onde o lado negativo merece destaque. Portanto, é preciso analisar os fatores que tornam o "jeitinho brasileiro" um problema para a sociedade.
      Em primeiro lugar, várias pessoas usam está característica para a atividade do mau-caratismo. O site G1 noticiou que no primeiro semestre deste ano foi registrado mais de 2.3 mil casos de estelionato no Mato Grosso. De certo o "jeitinho brasileiro" associado ao mau-caratismo gera crimes parecidos com o estelionato, onde pessoas ganham vantagem na "ajuda" que oferecem aos cidadãos. Enfim, este é um dos pontos negativos do "jeitinho brasileiro", pois traz grandes prejuízos e consequências para a sociedade brasileira.
         Além disso, a prática da corrupção no ambito da política, contribui para o "jeitinho brasileiro" ser um grave problema. De acordo, com a historiadora Denise Moura: "Desde a colônia, temos um Estado que nasce por concessao, a instituição publica é usada em benefício próprio". Ou seja, a corrupção junto com o "jeitinho brasileiro" na política facilitam a abordagem informal de leis e desvio de dinheiro público, estas são consequências que afetam diretamente a população, pois vai desde a luta por uma vida melhor até igualdade social.
      Portanto, medidas precisam ser criadas para solucionar o impasse. O Ministério dos Direitos Humanos em parceria com o Conselho Nacional de Justiça devem promover palestras, estas ensinariam as pessoas métodos para evitar a cair em crimes de enganação e incentivarem a denúncia de qualquer ato relacionado a corrupção, esta acão seria realizada por advogados e policiais, com efeito de eliminar problemas que tornem o "jeitinho brasileiro" um aspecto negativo para a população.