Envie sua redação para correção
    A criação do estereótipo "jeitinho brasileiro" remonta desde os anos 40.Com a internacionalização do personagem Zé Carioca o mundo passa a ver no brasileiro a essência do malandro.No decorrer nos anos,entretanto,esse estereótipo se fez comportamento e provavelmente vem atrapalhando o Brasil em seus passos na tentativa de crescer economicamente.Com isso,convém analisar como a persistência desses hábitos atrapalham o progresso nacional.                                                                 Em meados do século XVI, desde a doação de sesmarias, a maioria da população brasileira se viu destituída de terras.Após a abolição da escravidão,a vinda de imigrantes e consequentemente a Lei de Terras,fez com que a população não tivesse grandes oportunidades de se estabelecerem socialmente na nova  república fazendo,com isso,surgir o tal "se vira nos trinta",hábitos que permeiam até os dias atuais.                                     A persistência desses atos se refletem inclusive no cotidiano político do país.A corrupção é um exemplo claro dessa cultura da malandragem,sendo assim,um hábito difícil de ser retirado.Segundo Rousseau,filósofo iluminista,o homem é o fruto do meio;com isso,pode-se entender porque o brasileiro é visto como naturalmente corrupto.                             O "jeitinho brasileiro" parece ser algo difícil de ser retirado da essência brasileira.O Governo deve investir em educação,preparando o cidadão no intuito de buscar inserção no mercado de trabalho,diminuindo com isso essa mania de querer levar vantagem sobre o coletivo.Espera-se,por conseguinte,que através do trabalho e, principalmente educação, as pessoas passem a pensar mais na coletividade ao individual.