Envie sua redação para correção
    É fato que o "jeitinho" está presente em diversas ocasiões na sociedade brasileira, com o proposito apenas de beneficio próprio. Ocorrendo tanto numa mentira de um cidadão afim de sonegar impostos quanto em algo maior como um desvio de verba pública. Todavia, ambos se tornam corruptos tanto o governo quanto a população, possuindo uma ligação, transformando-se num circulo vicioso que se retroalimenta.
          Certamente a impunidade está presente no cotidiano brasileiro, de forma que, não cumprir a lei dificilmente trará penalidades à altura do crime cometido. Dito isto, esta falha na legislação traz liberdade para pequenas infrações entre a população. De forma que, se torna cada vez mais normal agir contra a lei, e quem cumpre de forma correta acaba sendo prejudicado.
    
          Analogamente, nas votações ocorre algo ainda mais sério. Com a finalidade de beneficio próprio, muitos votos são comprados ou motivados pela individualidade, em contraste com a sociedade. Por consequência, os representantes eleitos não são acompanhados e cobrados, gerando espaço onde o "jeitinho" brasileiro é novamente feito, devido ao analfabetismo politico.
          Em síntese, é necessário uma educação politica no Brasil. De forma que o Ministério da Educação (MEC) coloque no currículo escolar uma base sobre a importância de um voto consciente, arma poderosa da democracia que está sendo mal usada. Desta maneira, deixando o individualismo de lado em prol do bem comum, legislações sérias que beneficie quem siga as leis serão feitas, e com isto o circulo vicioso será interrompido.