Enviada em: 07/09/2018

Historicamente desvalorizada  Com os efeitos da globalização, tais que forneceram a aculturação em países como o Brasil, evidencia-se a cultura americana sobrepondo-se a brasileira. Em que nota- se a desvalorização de um patrimônio histórico culturalmente visto de maneira pejorativa, acarretando diversos problemas sociais.   Visto que, desde a colonização do Brasil houve um aportuguesamento cultural, segundo a história, tem- se como evidente a origem refletida até os dias atuais de uma sociedade com valores desvalorizados. Um exemplo dessa problemática é a literatura romantizando a figura do índio, descaracterizando- o, a fim de encaixá-lo no ideário europeu.   Por outro viés, a ausência de investimentos na indústria cinematográfica brasileira, bem como ao acesso as artes em geral, vem acarretando uma alienação ao estrangeirismo, por falta de conhecimento local, como analisa educadores tal qual, Mário Sérgio Cortella. Tal exemplo é visto como concreto ao deparar- se com a localização de teatros,livrarias, cinemas nos centros das cidades; os valores elevados dos ingressos, a isenta propagação midiática dos eventos, como lançamento de livros nacionais. Gerando, por consequência, uma restrição à elite brasileira. Agravando problemas como a desigualdade social e logo, de acesso à informação.   Portanto, é fundamental o MEC fornecer às escolas aulas curriculares em que haja o conhecimento das artes brasileiras, disponibilizando debates em que induzam os estudantes a resolver tal situação com sua participação. Apresentando de maneira dinâmica obras como Macunaíma e seu entendendimento de que a sociedade está em construção e colocando- os como os agentes desta. Além disso, cabe a mídia em conjunto com o governo colaborar com o acesso a arte, respectivamente anunciando espetáculos e eventos, tal como sua importância, e implementando uma lei que reduza os valores de acesso as artes, como o ingresso do teatro.