Enviada em: 08/04/2018

A cultura é de extrema importância na formação de um indivíduo e das sociedades existentes, e algumas manifestações da mesma como a literatura são enriquecedoras para o desenvolvimento cerebral.    Para que esse desenvolvimento ocorra é necessário que o indivíduo tenha acesso não só a cultura de massa (propagada geralmente pela mídia e com grande influência na sociedade) mas também, à outras artes e toda a poesia que possuem.    A Constituição brasileira assegura no Art. 215 que o Estado garantirá à todos acesso e incentivo ao exercício de manifestações culturais. Porém, segundo a Unesco, boa parte dos brasileiros não possuem o hábito de ler ou sequer frequentaram uma exposição de arte ou museu.     Esse fenômeno social pode ser explicado pelo alto custo do acesso aos meios culturais comparadas as rendas dos brasileiros, tornando assim o meio cultural exclusivo daqueles que o buscam e/ou possuem um maior poder aquisitivo.      Em virtude dos fatos mencionados, fica claro a importância de uma democratização do acesso à cultura. Sendo o Estado, juntamente com a mídia e Ministério da Cultura, responsáveis pela sua efetivação, podendo ser feita através de mecanismos para promover o acesso à centros culturais, como baixar preços de ingressos e a criação de bibliotecas públicas, tornando assim a cultura patrimônio nacional acessível à todos.