Envie sua redação para correção
    Proibidas de jogar futebol, em 1941, devido a um decreto de lei, as mulheres ficaram décadas sem praticar o esporte e apesar de haver a permissão na atualidade, ainda encontram diversas barreiras que as impossibilitam de entrar em campo. De fato, a falta de investimento e visibilidade na modalidade feminina é comprometedora, não se restringindo apenas ao futebol, impactando negativamente o sonho de muitas atletas.
    Primeiramente, de acordo com Simone de Beauvoir, filósofa e feminista francesa, é através do trabalho que as mulheres podem diminuir as discrepâncias que as separam dos homens. Entretanto, no cenário esportivo feminino, a oportunidade de trabalho é escassa e injusta, pois, muitas das vezes, surge acompanhada de poucos investidores e salários inferiores ao dos homens, como por exemplo a jogadora Marta, artilheira da seleção brasileira e seis vezes melhor do mundo, que jogou o Mundial Feminino de 2019 sem patrocinadores esportivos, evidenciando que não há igualdade entre os sexos dentro dos esportes, principalmente no futebol.
    Ademais, no mesmo ano de 2019, os clubes da elite do futebol brasileiro foram obrigados a criarem equipes femininas para competições oficiais. Apesar de ser um grande incentivo, ainda é possível identificar a falta de visibilidade, já que não ocorre com frequência a transmissão desses jogos pela mídia, bem como o baixo número de torcedores dentro dos estádios, isso é, sem que a população veja os jogos, não há lucro nos ingressos e nas transmissões, desfavorecendo a imagem das mulheres no esporte.
    Logo, é evidente que a falta de suporte e incentivo prejudica a prática esportiva das mulheres. Portanto, é necessário que as escolas brasileiras apliquem o conceito de igualdade de gênero nos esportes, através da disciplina de educação física, a fim de mais inclusão e democracia nas atividades. Além disso, cabe às mídias transmitirem com mais frequência os esportes femininos, para atrair mais investidores que irão contribuir com a implementação definitiva das mulheres nesse cenário, permitindo que os sonhos das nossas atletas brasileiras possam ser realizados.