Envie sua redação para correção
    Desde a Primeira Revolução Industrial , ocorre um significativo desenvolvimento tecnológico e social , que propiciou a graduada ascensão da mulher na sociedade , como membro economicamente ativo e com efetiva participação social . Porém , a valorização do esporte feminino ainda se encontra em baixa no tecido contemporâneo se comparada às modalidades masculinas , visto que o sexismo é uma característica marcante de ideologias do século passado , que ainda perduram .  Nesse viés , dois aspectos fazem-se relevantes : a falha escolar na quebra de paradigmas e a falha utilização dos meios comunicativos pela publicidade .
      Primeiramente , a escola , como responsável pelo desenvolvimento cognitivo e formação sociocultural do indivíduo , deve usufruir de seus meios de forma a reconstruir os preceitos quanto à valorização do esporte feminino . Assim como na filosofia de Karl Marx , a realidade é dependente do contexto histórico , e somente o ser humano é capaz de transformá-la , o que exalta a suma importância da revolução educacional , em uma contemporaneidade brasileira marcada pela péssima educação pública . Conclui-se que , à medida que a formação individual seja melhorada , o mesmo ocorrerá com sua aceitabilidade e sociabilidade .
    
      Ademais , em uma sociedade tomada pelo desenvolvimento virtual , desde a criação da internet em 1969 , a publicidade referente aos eventos esportivos referidos será mais efetiva em meios digitais . Segundo uma pesquisa realizada pela indústria televisiva CNN , adolescentes a partir dos 13 anos entram , em média , cem vezes por dia em redes sociais , com uma entrada a cada quinze minutos , números que reafirmam a importância de campanhas e anúncios tecnológicos . Assim , um melhor aproveitamento midiático propiciará um maior alastramento e sua consequente valorização .
    
      Portanto , diante das falhas educacionais e publicitárias quanto ao enaltecimento do esporte feminino , uma mudança faz-se necessária . Nesse contexto , o Ministério da Educação deve , por meio de verbas governamentais , promover um ensino mais qualificado e expandir seus meios de alastramento , ao assimilar aulas de atualidades que debatam sobre o tema , de forma a quebrar o paradigma sexista do esporte brasileiro , e criar uma plataforma pública digital , na qual professores se reunam e forneçam aulas online gratuitas , a fim de expandir os meios de ensino nacionais , e propiciar a formação de uma sociedade mais igualitária e respeitosa .