A valorização do esporte feminino no Brasil.

Envie sua redação para correção
    O universo esportivo é historicamente dominado pelos homens. Aos poucos, porém, as atletas femininas começam a consolidar seu espaço nesse tipo de atividade. Exemplo disso é o crescimento da participação feminina em esportes olímpicos. As Olimpíadas de 2016, realizadas no Rio de Janeiro, registraram o maior número de mulheres no esporte da história. Elas somaram 45% dos participantes, uma diferença relativamente baixa na comparação com os homens.
           Por outro lado, a atuação feminina na área técnica ainda permanece um pouco ausente. Nos Jogos do Rio, 127 associados da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva e da Atividade Física (SONAFE) trabalharam como voluntários. No grupo, apenas 25 eram do mulheres. A área desportiva é a única da fisioterapia em que há maior participação masculina. Creio que foram anos sem referências, com a crença de que a mulher não entende de esporte.
          Para tentar reverter esse processo a SONAFE aderiu  em julho a campanha de solidariedade #herforshe, que defende os direitos das mulheres e os direitos de igualdade de gênero nas redes sociais os participantes  enviam videos com mensagens de apoio as mulheres no esporte e na fisioterapia esportiva.