A valorização do esporte feminino no Brasil.

Envie sua redação para correção
    ''O esporte é muito mais que saúde, bem-estar e lazer, esporte é educação''. Essa frase é de Pelé - o maior jogador de futebol de todos os tempos. Entretanto, ainda existe muito preconceito e discriminação no meio esportivo, principalmente em relação ao desporto feminino. Nesse sentido, percebe-se uma grande dificuldade das mulheres de se inserirem plenamente e serem prestigiadas nesse setor.
       Em primeiro lugar, é importante salientar que  a valorização é diretamente proporcional a audiência, e as próprias mulheres não dão essa audiência aos esportes femininos, aumentando, assim, o descrédito desse meio. Segundo a revista Veja, em um amistoso entre a seleção brasileira de futebol e a da Argentina, em maio desse ano, apenas 30% dos ingressos foram vendidos, e desses trinta 80% eram homens. Torna-se claro, à vista disso, que as próprias mulheres, mesmo sendo maioria da população, não vão prestigiar as outras mulheres no esporte.
      Ademais, outro grande fomentador dessa problemática é a baixa qualidade técnica das mulheres em muitos esportes, como por exemplo no próprio futebol. De fato, como mostrou no jornal Folha de S.Paulo: a seleção brasileira feminina de futebol perdeu, em março desse ano, de 7 a 0 para o Bangu sub-15 - garotos de 15 anos de idade. E já havia perdido de 4 a 1, ano passado, para o time da Red Bull Brasil sub-15. Dessa maneira, passando esse tipo de vexame, a seleção feminina nunca conquistará o apreço do público.
       Fica evidente, portanto, que a valorização do esporte feminino necessita enormemente de maior público, principalmente entre as mulheres, e, também, melhorar sua qualidade técnica. Nesse sentido, faz-se necessário que o Ministério da educação incentive mais as meninas a se voltarem para o lado do esporte, tornando obrigatória a disciplina de educação física em todas as escolas e aumentando seus horários mínimos na grade curricular, para que as garotas sejam, desde cedo, estimuladas a credibilizar as práticas esportivas. Só assim, o esporte será educação - como afirma Pelé.