Envie sua redação para correção
    Felizmente a corporatura de mulheres nos esportes vem crescendo cada vez mais, afinal exigiu muita luta e determinação feminina para alcançarmos o privilégio de poder disputar modalidades como homens.  As mulheres sempre tiveram que lutar por diversas causas, por conta do patriarcado que vivemos, isso as afastou do esporte por anos, mas venturosamente superaram esta dificuldade e agora podem usufruir de seus talentos esportivos.
     Por mais que seja comum vermos as categorias femininas em todos os esportes, sabemos que ainda existe muito preconceito neste meio, o machismo é gritante quando falamos de esportes, principalmente o futebol, o mesmo é visto por muitos como algo masculino, onde ser chamado de "mulherzinha" em campo é algo pejorativo,  isto é muito irônico, levando em conta que em todo futebol mundial, a mais premiada e eleita a melhor jogadora do mundo mais de seis vezes, é a jogadora brasileira Marta, uma mulher! A igualdade nos esportes está longe de ser realidade, mas estamos caminhando para alcança-la, este ano (2019) pela primeira vez a emissora de televisão "Globo" transmitiu a copa do mundo feminina, um marco importante, pois o esporte feminino no brasil tem uma baixa repercussão nas mídias, fazendo com que ele não seja tão conhecido e valorizado em nosso país. A diferença salarial ainda é grande, uma pesquisa realizada pelo site "mais esportes", mostra que os homens chegam a receber 234 vezes a mais que as mulheres no esporte, isso motivou a jogadora brasileira Marta a participar de uma manifestação, durante a copa do mundo, a mesma usou uma chuteira especifica com um simbolo a favor da igualdade.
     Todos estes problemas são consequências de um histórico marcado pelo machismo, pensamentos retrógrados. Precisamos dar mais visibilidade na mídia brasileira para nossas atletas, apoiar novos talentos femininos e motivá-las-as a lutarem sempre pelos seus direitos, lute como uma garota!