Enviada em: 13/09/2019

Desde os primórdios da humanidade, ela busca por segurança mediante armas, fortalezas, armadilhas, entre outros meios que podem proporcionar sensação de proteção. Atualmente, no Brasil, a defesa da população melhora a cada ano, porém ainda é ineficiente. Consequentemente, o desaparecimento de pessoas cresce também, e isso é ocasionado pela dificuldade do Governo em prevenir o sumiço e de realizar devidamente e com eficácia buscas pelos perdidos.       É preciso frisar que a prevenção, na maioria das vezes, é o melhor jeito de resolver um problema. Sendo assim, a dificuldade das forças de segurança públicas em evitar o desaparecimento de alguém é notável. Isto é ocasionado por diversos motivos, como: falta de contingente de agentes, insuficiência financeiras para corporações, precariedade no treinamento, entre outras razões.        Indubitavelmente, o processo de procura de pessoas desaparecidas é complicado e exige perseverança e técnica. Por consequência, a falta de tecnologias auxiliadoras no andamento das buscas é determinante para dificultar e atrasar esse progresso. Ou seja, diminuindo drasticamente as possibilidades de encontrar o sumido com vida, já que a possibilidade de se achar é inversamente proporcional ao tempo decorrido após a desaparição.       Destarte, o Ministério da Justiça deve prestar auxilio estrutural e financeiro às forças de segurança públicas, realizando melhores treinamentos, aprovando a compra de novos materiais viaturas, entre outros, para que assim possa ser prevenido o máximo de desaparecimentos possíveis. Além disso, o Ministério de Ciência e Tecnologia tem o dever de, por meio de pesquisas, aprimorar e apresentar novos equipamentos auxiliadores na busca de pessoas desaparecidas, por exemplo: um sistema de reconhecimento facial, que poderá buscar em um banco de dados. Dessa forma, o índices de sumiço de pessoas diminuirá....