Enviada em: 30/09/2019

No filme “12 anos de escravidão”, é relatado o repentino desaparecimento de um pai de família que foi raptado e vendido como escravo, até o momento em que é liberto e se reencontra com sua família. No entanto, o filme demonstra o desaparecimento do personagem como um grave problema devido à desestruturação do núcleo familiar. Paralelamente, o desparecimento de pessoas é recorrente no Brasil, mas é a escassez de medidas do Estado para realizar a busca das pessoas desaparecidas que torna o cenário ainda mais preocupante. Diante disso, é imprescindível a ampliação de medidas públicas que solucionem essa problemática e garantam direitos constitucionais e agilizem as buscas por intermédio dos meios de comunicação.     Em primeiro lugar, a ampliação de serviços de assistência social promove o amparo das famílias dos desaparecidos e garante os direitos constitucionais. Na Carta Magna de 1988, é garantido a todos brasileiros o acesso à assistência social, que prevê melhorias na qualidade de vida, inclusive o acesso à psicólogos em momentos de vulnerabilidade, como o desaparecimento de pessoas próximas. Dessa maneira, o amparo às famílias é imprescindível para que os elas possam contribuir nas operações de busca dos seus parentes como na disponibilização de informações. Sendo assim, é indubitável a necessidade de maiores investimentos em assistência social a fim de amparar os parentes das vítimas.    Outrossim,a utilização de mídias de comunicação corrobora com a agilidade no reaparecimento dos desparecidos.Sob a perspectiva do filósofo Wittgenstein, a comunicação tem o poder de ampliar os limites do mundo de um indivíduo.De maneira análoga, a linguagem contribui na disseminação de informações, o que promove a superação de barreiras na busca por desaparecidos como, por exemplo, no levantamento de dados e divulgação de imagens.Desse modo, as mídias agilizam as operações de buscas e alertam sobre a gravidade do problema e suas possíveis consequências.    Infere-se, portanto, que para alterar o preocupante cenário das famílias de desaparecidos é necessário a mobilização da sociedade. Para que, as famílias tenham o amparo necessário durante a realização das buscas de seus familiares, urge que o Governo Federal amplie investimentos em assistência social, por meio da contratação de psicólogos específicos no tratamento de pessoas que perderam seus entes queridos.Além disso, é dever do Congresso Nacional aprovar um projeto de lei que torne obrigatório a divulgação de nomes e fotos de desaparecidos em horários de intervalos comerciais na Televisão, com o intuito de agilizar às operações de procura de indivíduos ainda não encontrados. Somente assim, os direitos da Constituição e poder da comunicação serão utilizados de forma efetiva....