Aplicativos x empresas tradicionais: A revolução tecnológica do século XXI

Envie sua redação para correção
    A Introdução da Tecnologia no Cotidiano
          Já se vive hoje no tempo da tecnologia, no início deste nosso milênio, novas abordagens tecnológicas estão começando a florescer. O que se vê na atualidade é que por um lado existem as forças letárgicas, que não conseguem lidar ou se adaptar às novas mudanças, querem permanecer na inércia e procrastinar ao máximo a chegada iminente da tecnologia acessível a todos (um ótimo exemplo é a guerra de taxistas contra motoristas de aplicativo). Do outro lado, aqueles que clamam pela mudança, o advento de algo inovador que tornaria a vida mais simples.
            Retomando o exemplo anterior, o transporte por motoristas de aplicativo é a síntese do liberalismo econômico; Um cidadão comum pode transportar pessoas por um preço justo, com um serviço de suma excelência e de maneira rápida e eficiente; É um paraíso aos olhos de muitos. Do outro lado, taxistas que já praticavam o mesmo, porém, com preços mais elevados por pertencerem a uma categoria normatizada, e, dependendo exclusivamente deste emprego como fonte de renda, perdem uma grande fatia do mercado, assim que surge um serviço de maior qualidade. Essa é a lei do livre mercado, da concorrência entre empresas.
          Portanto, diferente do que se pensava no passado, a tecnologia do futuro não são robôs que servem de escravos aos seres humanos, mas sim coisas simples que mediante um toque na tela de um celular podem causar uma enorme diferença na vida das pessoas. As empresas tradicionais não estão falidas, portanto. Elas sempre existirão, algumas com sedes físicas, outras apenas como aplicativos. Fazendo uma comparação: quando foi inventada a televisão, por acaso deixou-se de lado o rádio? De certo que não, apesar de o rádio não ter mais o mesmo destaque de antes, ele não foi deixado de lado, foram apenas descobertos outros usos para o rádio, como sua aplicação em carros, antes inexistente. Ainda, a televisão pode ser considerada a evolução do rádio: antes, apenas o som, depois o som e o vídeo juntos.
          A natureza do ser humano é evoluir, isto é, sempre encontrar maneiras de tornar cada ação humana algo mais simples e acessível, isso se dá hoje através do advento de novas tecnologias. Aqueles que tentam frenar a chegada da tecnologia estariam se posicionando contra a própria natureza do homem, ainda assim, por mais nobres e augustos que sejam seus propósitos, talvez apenas consigam ganhar algum tempo em procrastinar o que em alguma hora haverá de chegar.