Envie sua redação para correção
    Desde que nos conhecemos por gente, temos o pensamento e o desejo de estar no primeiro lugar do pódio, tanto em nosso trabalho, em nossos estudos, quanto em nosso círculo de amizade, pois somos induzidos a buscar o melhor. Claro que isso não é um problema, ninguém está satisfeito em ser medíocre, porém, não é necessário prejudicar os outros.
        A rivalidade entre diversas marcas é um grande exemplo. Na maioria das vezes, isso nem é por iniciativa dos estabelecimentos, e sim, dos consumidores. Essa disputa começa a partir do momento em que surge uma ameaça. Quando o cliente percebe que há um "concorrente" melhor, ele parte para o uso do mesmo. 
      Do outro lado, há aqueles que são ''fiéis'', e não abandonam o consumo da marca que mais lhes agradam. Exemplo disso são os usuários de lojas online e lojas físicas. É difícil ver alguém discordando de que um pedido por lanches, roupas, etc, utilizando aplicativos é muito mais prático do que ir até um estabelecimento, mas não impossível.
       Algumas desvantagens e vantagens da loja virtual, por exemplo, é provável que haja problemas na seleção do produto que será enviado, que não chegue no tempo desejado, etc. Porém, é mais esperado tenha o item no estoque do site, e não tenha na loja em si, o que seria um problema se ocorresse o deslocamento até o estabelecimento. 
        O mais indicado, é que o cliente experimente as opções que estejam mais em conta, tanto pela praticidade, pelo preço, pela qualidade, etc, e selecione aquele o qual se sentiu mais confortável e satisfeito. Existem ,tanto aplicativos quanto locais físicos, especialistas em tudo o que imaginamos. Tudo que precisarmos, eles terão.
         O mundo dos negócios é extenso, não há motivo para disputar por clientes e visibilidade. As empresas devem surpreender do seu jeito, com seu método de trabalho, e não sendo rival de outra marca. "Quando descobrimos que absolutamente nada é definitivo, compreendemos a inutilidade do orgulho, a tolice das disputas e a estupidez da ganância".