Aplicativos x empresas tradicionais: A revolução tecnológica do século XXI

Envie sua redação para correção
    Revolução dos Aplicativos
        É de conhecimento geral que a tecnologia vem crescendo excessivamente ao decorrer dos anos, e que a mesma, tem sido preferencia da maior parte da população. Quando o assunto é aplicativos de serviços, não é diferente. Empresas tradicionais vêm perdendo espaço no seu ambiente de trabalho para aplicativos de aparelhos móveis, já que mais pessoas, hoje em dia, possuem acesso a celulares, computadores e a internet. 
        Simbolizando bem essa disputa, temos o aplicativo Uber, que oferece serviços de motoristas particulares, na qual permite que os usuários possuam um transporte mais rápido e acessível do que taxis convencionais. Os taxistas, por outro lado, o acusam de concorrência desleal e de transportar passageiros ilegalmente. Outros conflitos similares ocorrem também entre o Netflix e empresas de TV a cabo, e o aplicativo WhatsApp e as operadoras de telefonia móvel. 
         Entretanto, analisando os benefícios para o consumidor, é extremamente importante essa competitividade, no qual traz consigo, melhor qualidade de serviços e redução de custos. Como exemplo podemos citar a antiga CRT, empresa de telefonia única por algumas décadas, sem competividade tornou-se obsoleta, oferecia péssimos serviços, na qual poucas pessoas tinham acesso devido ao auto custo oferecido. Com a abertura e entrada de novas empresas no mercado de telefonia, os consumidores tiveram um ganho significativo em qualidade e principalmente em valores. 
         Portanto, os taxistas, as operadoras de TV a cabo, telefonia e de internet móvel, precisam tomar medidas para resolver o impasse. Ao invés de reclamarem de uma concorrência desleal ou pirataria, é necessário que essas empresas se preocupem com a melhor qualidade do serviço e de seu atendimento, cativando os clientes, que assim, seriam levados a escolher aquela que oferece melhor custo benefício.