Aplicativos x empresas tradicionais: A revolução tecnológica do século XXI

Envie sua redação para correção
    As novas tecnologias vem crescendo excessivamente com o decorrer do tempo. Sempre surgem novas necessidades e, por consequência, novas formas de suprimos estas necessidades através de inovações e de novas descobertas. Apesar dos vários benefícios que a tecnologia nos proporciona, ela pode também causar alguns problemas, como as disputas entre os aplicativos e as empresas tradicionais.  
      Com o avanço tecnológico vem surgindo novos aplicativos a cada dia, que vem trazendo dor de cabeça para algumas empresas tradicionais. Como as operadoras de TV a cabo que vem tendo problemas com o Netflix, que acaba atraindo grande parte de seu público, ou os taxistas que vem tendo problema com o Uber, que é um aplicativo criado com o intuito de oferecer serviços de motoristas  particulares, os taxistas de todo o mundo o acusam de roubar clientela e concorrência desleal, no entanto, o aplicativo Uber foi legalizado e alegam que as atividades desenvolvidas por meio do aplicativo são  distintas e que esse aplicativo no mercado de trabalho não causará problema algum. 
       Por outro lado, outras empresas acabam aderindo essa tecnologia e criam seus próprios aplicativos, assim facilitando seu trabalho, a empresa ''Ifood'', por exemplo, é uma empresa que atua no ramo de entrega de comida pela internet, essa empresa se tornou famosa pela facilidade que se tem de pedir e ser atendido na hora. Porém com esse avanço tecnológico muitos trabalhos acabam se tornando desnecessários, nesse caso, como o da telefonista que iria atender o pedido feito pela comida.  
         Em virtude do que foi mencionado, a tecnologia traz benefícios para todos nós, mas também causa conflitos entre empresas e aplicativos. Acaba substituindo também alguns trabalhos manuais fazendo com que se tornem desnecessários. A tecnologia está em tudo, nas profissões, nos automóveis, no lazer, nos aparelhos, etc. Está presente ao nosso redor e isso só tende a crescer. Vivemos em um mundo onde a tecnologia vai predominar cada vez mais, basta saber se adequar a isto.