Aplicativos x empresas tradicionais: A revolução tecnológica do século XXI

Envie sua redação para correção
    A Europa durante os séculos XVIII e XIX passava pelo primeiro processo de Revolução Industrial, onde surgiram as máquinas a vapor para substituir a manufatura, assim as empresas economizam, pois reduziu a contratação de funcionários. Na atualidade, estamos nos encaminhando para a Quarta Revolução Industrial, a qual visa o funcionamento das máquinas sem a influência humana o que está trocando as empresas tradicionais por aplicativos.
     Logo, há concorrência entre os aplicativos e firmas tradicionais. O objetivo é a concorrência entra a variedade de empresas que existem, sempre atraindo clientes com melhor preço, qualidade e diferencial dos demais produtos, dando ao consumidor opções que se adequem melhor às suas necessidades.
     Portanto, tanto as organizações hebituais, quanto os aplicativos possuem suas vantagens e desvantagens. Porém, não há dúvidas que as empresas tradicionais perderão espaço com os avanços da tecnologia. O ruim é que aos poucos estamos perdendo a interação e o contato com a realidade, tornando tudo virtual. 
     Apesar de ser mais prático resolver tudo com um "click" o convívio social é necessário para o nosso crescimento como pessoas de bem, sentindo as dores e alegrias do mundo real e as empresas tradicionais nos oferecem esse convívio, porém a espera por um produto ou serviço pode ser mais demorada ou exaustiva.
     Em suma, todas as empresas foram criadas para facilitar a vida dos consumidores, seja em épocas ou com objetivos distintos. A diferença é que as firmas tradicionais oferecem atendimento mais pessoal, e os aplicativos disponibilizam atendimento mais práticos, atingindo diferentes públicos.