Envie sua redação para correção
    A Revolução Tecnológica gerou repercussão no mundo inteiro em meados do século XXI. Desde então, mudanças ocorrem a todo instante na forma do indivíduo conectar-se ao mundo e ao outro, no intenso investimento em novos mecanismos para melhorar a qualidade de vida por meio da tecnologia. Concernente à mobilidade urbana, desde os primórdios da civilização era comum o transporte de passageiros, o qual evoluiu até chegar ao atual Táxi surgido ainda no século XIX, a fim de conduzir pessoas mediante a cobrança de tarifas. 
         Vale ressaltar que a tecnologia ainda causa impactos significativas também a essa modalidade de transporte no mundo. Destaca-se neste contexto a empresa americana Uber. Esta é baseada na tecnologia dos transportes não privados, influente em diversas cidades do Brasil desde 2014, vem causando impactos diretos ao cenário econômico do país. O serviço funciona por meio de um aplicativo, que pode ser acessado em qualquer lugar no próprio celular do usuário, contribuindo para que as pessoas possam solicitar um serviço semelhante ao de táxi, porém com valores bem menores e de forma mais ágil. 
        Todavia, a implantação desse serviço tem causado polêmicas em diferentes países, inclusive no Brasil. Os conflitos entre a empresa internacional e os representantes dos taxistas chegam aos tribunais, sob a alegação de que estes se sentem prejudicados pelo serviço do aplicativo. Usuários destacam a vantagem do Uber em relação ao menor tempo de espera e, sobretudo, do preço. Por outro lado, em 2016, as reclamações contra a Uber dispararam no Brasil, segundo o PROCON (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) as principais queixas são desqualificação dos condutores e da pouca credibilidade, tendo em vista, a falta de normas de controle de capacitação dos motoristas como ocorrem nas cooperativas de taxistas.
          É necessário, portanto, que medidas sejam tomadas com o fito de solucionar esta problemática. A integração entre os dois serviço é um ponto essencial a ser discutido. Por parte do governo, a regulamentação do Projeto de Lei que tramita na câmara dos deputados, relativo ao transporte individual privado, que é o caso do serviço do Uber, é imprescindível. Dessa forma, a qualidade do serviço será aumentada de maneira que ambos os serviços possam garantir um serviço de qualidade aliado ao equilíbrio econômico do país. Ademais, por meio da referida regulamentação, haverá a reavaliação dos serviços, a fim de garantir a segurança e bem estar do passageiro, para que este possa desfrutar das benesses que a tecnologia ao alcance de suas mãos pode proporcionar, sem prejudicar os métodos tradicionais.