Envie sua redação para correção
    Gilberto Freyre, em Casa Grande & Senzala remonta o cenário escravagista do Brasil Colônia: família patriarcal na Casa Grande e o escravo negro na Senzala. Nessa perspectiva, nota-se que desde os primórdios da antiga Ilha de Vera Cruz a exclusão é recorrente a todos que tivessem características distintas do homem branco europeu heterossexual. Atualmente, os negros não conseguem ter garantia de um atendimento de saúde de qualidade pelo  sucateamento do serviço público de saúde. Bem como as pessoas que apresentam transtornos mentais são excluídas socialmente, prejudicando seu tratamento.
          Em primeiro plano, segundo o IBGE-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística há 50 milhões de brasileiros na linha da pobreza, e sua maioria são pessoas negras. Paralelamente à pobreza e o sucateamento do serviço público de saúde, essa população, alerta a ONU- Organização das Nações Unidas, integram o grupo de brasileiros que têm, em geral, piores indicadores de saúde. Logo, o direito a vida que foi negado até 1888 é refletida, ainda hoje, na restrição a saúde.
    
          Ademais, vale visar que as pessoas consideradas "loucas" sempre foram afastadas do convívio em sociedade, por meio de hospícios e hospitais psiquiátricos. Concomitantemente, o livro Holocausto brasileiro mostra o sofrimento causado em um hospital psiquiátrico onde morreram cerca 60 mil pessoas. Porém, em muitos lugares no momento atual  há a exclusão social do "louco" e a retirada da garantia de uma saúde digna. 
    
          Portanto, o Estado deve intervir diretamente nessa conjuntura. Primordialmente, o Ministério da Saúde precisa garantir um acesso à saúde de qualidade , mediante mais verbas para locais periféricos, a fim de atingir a população de baixa renda. Outrossim, o Ministério da cidadania deve investir em políticas públicas inclusivas para pessoas com transtornos mentais, por meio de mais verbas para os Centros de Referência Especializados de Assistência Social, para que o tratamento seja feito de maneira humanizada e sem exclusão.